ANIMARE 2.0

Projeto nº 113282
Designação do Projeto: AniMare 2.0 – Animação do Cluster do Mar Português

Apoio no âmbito do Sistema de Incentivos: Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Promoção do Espírito Empresarial
Programa Operacional: Programa Operacional Competitividade e Internacionalização
Objetivo Temático: OT 1 – Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Prioridade de Investimento: PI 1.2 – A promoção do investimento das empresas em inovação e investigação
Tipologia de Intervenção: TI 48 – Clusters e redes de inovação
Âmbito Territorial (NUTS II): Multi-regiões – Norte, Centro e Alentejo

Entidade Beneficiária: Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar
Data de Início: 2021-04-01
Data de Conclusão: 2022-10-28
Investimento elegível: 316.509,49€
Incentivo: 158.254,75€

Resumo: O projeto promove o reforço das redes de cooperação e parcerias entre intervenientes da economia do Mar, criando as condições indispensáveis à inovação, internacionalização, empreendedorismo, financiamento e competitividade das diferentes fileiras da economia do Mar.

ASPBAN – ATLANTIC SMART PORTS BLUE ACCELERATION NETWORK

Liderado pela Beta-i e co-liderado pela Fórum Oceano o projeto “Atlantic Smart Ports Blue Acceleration Network (AspBAN), financiado pelo EMFF – European Maritime and Fisheries Fund, e aprovado no âmbito do concurso, “Cross-sectoral development of innovative port clusters in the Atlantic: Developing a blue accelerator scheme for Atlantic ports” (EMFF-APC-2020 call), reúne 13 parceiros (entre Aceleradoras, Clusters, e entidades ligadas ao financiamento e policy), contando com o apoio de mais de 120 parceiros estratégicos e o envolvimento de um total de 391 Portos.

O projeto tem como objetivo lançar as bases para a construção de uma plataforma de serviços de aceleração, transformando os Portos do Atlântico da UE em Blue Economy Hubs, diversificando os seus modelos de negócios e fontes de receita. 

Entre os principais objetivos do projeto, destaca-se a atração de 450 startups para um programa de aceleração; a seleção de 30 startups que poderão desenvolver pilotos em 30 Portos do Atlântico; a captação de 6 milhões de euros de investimento privado para as startups selecionadas; a mobilização de 4,5 mil milhões de euros de potencial investimento privado; a redução de 100 mil toneladas de CO2 nas operações de 30 Portos. 

Orçamento FO: 81.905,83€
Financiamento EU (80%): 65.524,66€

EBB – EUROPEAN MARINE BIOLOGICAL RESOURCE CENTRE BIOBANK

O projeto EBB – European Marine Biological Resource Centre Biobank tem como objetivo reunir fornecedores/biobancos de Recursos Biológicos Marinhos (RBM), utilizadores finais (indústria) e a administração responsável pela implementação do regulamento ABS – “Access and Benefit Sharing” – Protocolo sobre o acesso a recursos genéticos e a partilha justa e equitativa dos benefícios que advêm da sua utilização, a fim de apresentar casos de uso industrial que possam ajudar a desenvolver e a comunicar um conjunto de recomendações e diretrizes de melhores práticas para as coleções de recursos biológicos marinhos e para os utilizadores finais que desejam aceder a esses recursos para fins de pesquisa aplicada.

O projeto estabelecerá ainda as bases para a coordenação dos principais biobancos marinhos na Europa. Serão igualmente desenvolvidas novas ferramentas e protocolos comuns para a manutenção dos RBM e harmonizar-se-ão os procedimentos para cumprir com a regulamentação de acesso aos recursos genéticos facilitando o acesso à biodiversidade marinha, aos seus dados e aos seus produtos extraíveis.

Com uma duração de 36 meses, o EBB é coordenado pela Universidade de Vigo e cofinanciado no âmbito do Programa Interreg Espaço Atlântico.

Financiamento FEDER1.499.908,35 €
Orçamento total1.999.877,80 €
Duração2017-10-16 – 2020-10-15

– Consórcio:

UNIVERSIDADE DE VIGOES
Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e AmbientalPT
UNIVERSIDAD DEL PAIS VASCO/EUSKAL HERRIKO UNIBERTSITATEAES
UNIVERSIDADE DO ALGARVEPT
Sorbonne UniversitéFR
HAVFORSKNINGSINSTITUTTETNO
Marine Biological Association of the United KingdomUK
Ollscoil na hÉireann GaillimhIE
Fórum Oceano – Associação da Economia do MarPT
Pole Mer Bretagne AtlantiqueFR
Asociación Nacional-Centro Técnico Nacional de Conservación de Productos de la PescaES
University of Strathclyde – Industrial Biotechnology Innovation CenterUK

– Website:www.bluebiobank.eu

– Consulte as newsletters:
Newsletter #1

 Newsletter #2

GISAMP – GESTÃO INTEGRADA DA SEGURANÇA DA CADEIA DE ABASTECIMENTO MARÍTIMO-PORTUÁRIA

No Espaço Marítimo-Portuário a gestão integrada do Risco, Emergência, Contingência e Continuidade do Negócio, numa perspetiva abrangente, é crítica para assegurar o atingir de um efetivo estado de Segurança da Comunidade Portuária.

O programa Fundo Azul, concretamente os apoios preconizados no edital 4/2017, visa o financiamento de projetos de formação, investimento e ações que visem melhorar a Segurança Marítima.

Com o presente projeto de Segurança da Cadeia de Abastecimento do Espaço Marítimo-Portuário (GISAMP), pretende-se operacionalizar uma Estratégia de Eficiência Coletiva que considere o Processo Marítimo-Portuário na sua perspetiva mais abrangente, considerando as camadas Estratégica ou de Gestão (Administrações e Autoridades), Operacional (Instalações Portuárias) e de Suporte (fluxos e apoio), desenvolvendo as seguintes ações:

  • Diagnóstico de Situação;
  • Formação e desenvolvimento de competências segundo o modelo dual;
  • Ações de Consultoria e Assistência Técnica visando assegurar a implementação de um Sistema de Gestão suportado na ISO 28000 – Supply Chain Security Managementpassível de Certificação Internacional.

Considerando a realidade Marítimo-Portuária, serão ainda considerados os referenciais ISO 27001 e ISO 20858, respeitantes, respetivamente, à Segurança da Informação e à Planificação da Segurança das infraestruturas portuárias, considerando que este último referencial facilita a implementação das boas práticas para uma gestão mais eficiente dos requisitos do código ISPS.

Na ótica do GISAMP (em alinhamento com o edital do Fundo Azul), os atores do espaço Marítimo-Portuário (Administrações, Instalações e outros operadores) são potenciais beneficiários de um apoio não reembolsável de 90% das despesas efetivamente realizadas.


Investimento Total Elegível: 261,233 €
Montante do FA Aprovado:  200,000 €