PROJETOS CONCLUÍDOS

Saiba mais sobre os projetos apoiados por fundos da EU que já se encontram concluídos:

Projeto candidatado no âmbito do aviso N.º 01/SIAC/2013 do COMPETE.

O Projeto SIAC Animação 2014 (SIAC nº 40960) teve como objetivo assegurar o apoio financeiro à gestão do Cluster do Conhecimento e Economia do Mar no período de transição entre o antigo período de reconhecimento das Estratégias de Eficiência Coletiva (EEC) e o lançamento do novo processo.

Inicialmente estava previsto o projeto encerrar em dezembro de 2014, no entanto, e tendo em conta o atraso no lançamento do novo processo de reconhecimento, o projeto foi prorrogado até 31 de março de 2015.

Neste âmbito, foram realizadas um conjunto de atividades de dinamização do Cluster, nomeadamente: organização do evento Internacional FÓRUM DO MAR 2014, participação nos eventos Biomarine (Oeiras, outubro 2014), Mar Algarve Expo (Portimão, outubro 2014) e EXPOMAR (Cabo Verde, novembro 2014), desenvolvimento do estudo Desafios do Mar 2020, organização de encontros OPEN DAYS do MAR e INFO DAYS DO MAR, realização da série de programas “Mar, a Terra Prometida” e o processo para certificação “Bronze Label” pela European Cluster Excellence Initiative (ECEI), entre outras.

O Projeto SIAC ANIMAÇÃO 2014 encerrou a 31 de março de 2015, com uma taxa de execução de, aproximadamente, 97,7 %.

Projeto cofinanciado por:

Projeto candidatado no âmbito do aviso N.º 02/SIAC/2009 do COMPETE.

O Projeto Animação, Coordenação e Gestão do Cluster da Economia e do Conhecimento do Mar (SIAC nº 7576) teve como objetivo assegurar o apoio financeiro à gestão do Cluster.

Este projeto permitiu à Fórum Oceano, enquanto organização responsável pela dinamização do Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar, a realização e participação em atividades como: acompanhamento os Projetos Âncora reconhecidos juntamente com o Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar (2009); apoio à promoção de projetos complementares promovidos por parceiros do Cluster; alargamento da parceria de suporte à dinamização das relações de cooperação entre os associados e parceiros; a promoção do Cluster, consubstanciada com a participação em diversos eventos, nomeadamente, conferências e seminários, entre outras atividades.

O Projeto SIAC DINAMIZAÇÃO encerrou a 31 de agosto de 2013, com uma taxa de execução de 99,6 %.

Projeto cofinanciado por:

Cofinanciado pelo FEDER através do Programa Transnacional Espaço Atlântico | janeiro 2014 a junho 2015

A Fórum Oceano participou no Projeto ATLANTIC BLUE TECH (ABT) que foi desenvolvido por oito parceiros dos cinco países Europeus do Espaço Atlântico.

O ABT foi um dos oito projetos aprovados na 4ª Call do Programa Espaço Atlântico. Teve como principal objetivo a promoção e desenvolvimento do setor dos bio recursos marinhos a nível do espaço atlântico, envolvendo de forma conjunta e concertada agentes de inovação e desenvolvimento económico, autoridades locais e organizações científicas. O projeto identificou os principais obstáculos ao desenvolvimento do setor, definiu medidas corretivas e representou ainda uma ligação essencial ao período de programação 2014-2020.

    » Saiba mais sobre o projeto e consulte os relatórios finais.

O Projeto CINMarS – Combining Space and Maritime Innovation Networks foi o projeto vencedor da call da ESA – Agência Espacial Europeia, no âmbito do aviso AO/1‑8131/14/F/MOS, ficando concluído em 2016.

O objetivo do projeto passou por identificar mecanismos para sustentar uma estratégia para o desenvolvimento de relações de colaboração entre as redes de inovação dedicadas ao espaço e ao meio marítimo, nomeadamente nas áreas das: energias renováveis marinhas (eólico, ondas, marés); extração de recursos (hidrocarbonetos e outros minerais); deep sea mining; engenharia marinha; portos, transportes marítimos e logística; aquacultura e Safety&Security.

O CINMarS foi coordenado pela UCC – University College of Cork (Irlanda) e teve como parceiros o CIT – Cork Institute of Technology (Irlanda), a Fórum Oceano e os associados INEGI e INESC TEC (Portugal) e o NORUT – Northern Research Institute Tromso AS (Noruega).

» Saiba mais sobre o projeto.


Cofinanciado pelo FP7-ERA-NET-2012-RTD | 2013 a 2017

A Fórum Oceano foi a entidade portuguesa convidada a participar no Projeto COFASP – Cooperation in Fisheries, Aquaculture and Seafood processing, no âmbito do estudo prospetivo implementado pela EFARO, tendo participado como stakeholder no processo de identificação das necessidades e prioridades futuras de investigação nas áreas da pesca, aquacultura e processamento de alimentos marinhos.

Entre setembro de 2013 e junho de 2014 (período do estudo prospetivo) a Fórum Oceano envolveu os seus associados na busca de contributos, de acordo com as solicitações do projeto.

Consulte os documentos para os quais a Fórum Oceano contribuiu:

    » Saiba mais sobre o projeto.


O Projeto ENTROPI – Enabling Technologies and Roadmaps for Offshore Platform Innovationreceberá mais de 600 mil euros do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) através da Agência de Execução para as Pequenas e Médias Empresas (EASME) e irá direcionar esse investimento para enfrentar os desafios críticos que se colocam ao longo da cadeia de valor que suporta as plataformas multiusos offshore.
O desenvolvimento de capacidades de construção e operação destas plataformas permitirá a expansão da aquacultura e das energias renováveis marinhas, para além de poder vir a contribuir para a futura mineração do fundo do mar, ou seja, concorrerá para três das prioridades do Crescimento Azul.

O consórcio, liderado por Marine South East (Reino Unido), é constituído por mais 4 clusters marítimos europeus – Fórum Oceano (Portugal), Pôle Mer Bretagne Atlantique (França), IMERC (Irlanda) e PLOCAN (Espanha).

Iniciado em abril de 2017, o projeto estará concluído em março de 2019.

Duração: 06/04/2017- 04/04/2019
Call ID: EASME/EMFF/2016/1.2.1.3 – Blue Technology – transfer of innovative solutions to sea basin economies
Financiamento UE: 595.112 €

– Consulte o Website: www.offshoreplatforms.eu/entropi

– Veja o vídeo do projeto

This project has received funding from the European Union EASME’s European Maritime and Fisheries Fund under Grant Agreement no. EASME/EMFF/2016/1.2.1.3. This output reflects the views only of the author(s), and the European Union cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein.

Projeto candidatado no âmbito do aviso N.º2/SIAC/2011 do COMPETE.

O Projeto Inter-Mares (SIAC nº 23051) visou contribuir diretamente para a consecução dos objetivos da Estratégia de Eficiência Coletiva – Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar – nomeadamente no que se refere ao reforço da cooperação entre empresas e centros de I&D e à promoção da internacionalização em diferentes domínios da Economia do Mar.

Neste âmbito, foram realizadas um conjunto de ações que conduziram à integração da Fórum Oceano e do Cluster em redes e parcerias internacionais, especialmente no espaço Atlântico, a preparação de materiais promocionais do Cluster, a participação em feiras internacionais, a realização de um conjunto de encontros de negócio com convidados estrangeiros, nomeadamente durante o FÓRUM DO MAR em 2012 e 2013, e a realização de conferências internacionais, integradas também no evento FÓRUM DO MAR em 2012 e 2013.

O Projeto SIAC Inter-Mares encerrou a 31 de dezembro de 2013, com uma taxa de execução de, aproximadamente, 96 %.

Projeto cofinanciado por:

O Projeto INvertebrateIT – Disruptive and forward-looking opportunities for competitive and sustainable aquaculture receberá mais de 600 mil euros do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) através da Agência de Execução para as Pequenas e Médias Empresas (EASME) para a criação de parcerias estratégicas que permitam acelerar a transferência de tecnologia na cadeia de valor da gestão de produção de invertebrados, principalmente insetos, para o desenvolvimento de uma alimentação sustentável para peixes produzidos em aquacultura.

O consórcio, liderado pela empresa espanhola Innogate to Europe, é constituído por mais 2 PMEs – NGN Pro-active BV (Holanda) e AquaTT (Irlanda), 3 clusters europeus – Fórum Oceano (Portugal), Pôle Mer Bretagne Atlantique (França) e Cluste de la Acuicultura de Galicia (Espanha) e uma agência nacional e centro de investigação marinho – Marine Institute (Irlanda).

O projeto teve início em abril de 2017 e estará concluído em março de 2019.

– Call ID: EASME/EMFF/2016/1.2.1.3 – Blue Technology – transfer of innovative solutions to sea basin economies
– Financiamento UE: 688.796 €

– Consulte o Website: www.invertebrateitproject.eu

– Siga o projeto no Twitter@INvertebrateIT

– Consulte o folheto informativo

– Notícias sobre o projeto:

  • Projetos vencedores do concurso realizado no âmbito do projeto INvertebrateIT serão apresentados em evento de matchmaking no AQUA 2018
No âmbito do projeto InvertebrateIT esteve aberto até 28 de janeiro de 2018 um concurso para apresentação de propostas, com o objetivo de selecionar e apoiar os três projetos com as soluções mais inovadoras, que contribuam para a produção de invertebrados para as rações de peixe, para uma aquacultura mais competitiva, e para a gestão de resíduos.

A marca portuguesa EntoGreen foi uma das três vencedoras deste concurso, juntamente com os projetos IPATAC e MUSFLOUR.

  • Projeto INvertebrateIT reúne consórcio em Dublin
A Fórum Oceano participou numa reunião do consórcio do projeto INvertebrateIT, que decorreu nos dias 12 e 13 de abril, em Dublin.
  
  • Projeto INvertebrateIT: consórcio promove evento de matchmaking no âmbito do AQUA 2018
O consórcio do projeto INvertebrateIT, do qual a Fórum Oceano é parceira, está a organizar um evento de matchmaking, dedicado à apresentação e promoção de soluções à base de invertebrados para a aquacultura.

– Notas de imprensa:

– Webinars:
This project has received funding from the European Union EASME’s European Maritime and Fisheries Fund under Grant Agreement no. EASME/EMFF/2016/1.2.1.3/02/SI2.751532 (INvertebrateIT). This output reflects the views only of the author(s), and the European Union cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein.
O Projeto North Ocean teve como principal objetivo contribuir para o reforço da competitividade empresarial da região Norte, ao promover a internacionalização e o aumento das exportações das empresas do setor da economia do Mar presentes na região.

O projeto estruturou-se em três ações distintas, mas intrinsecamente associadas, designadamente:

Ação 1 – o estudo de mercados de procura internacional

Ação 2 – a exploração de oportunidades de negócio a nível internacional e

Ação 3 – a capacitação empresarial para a internacionalização

O Projeto North Ocean foi cofinanciado pelo NORTE 2020 – Programa Operacional Regional do Norte, resultado da candidatura ao Concurso NORTE-52-2015-05 – Sistema de Apoio às Ações Coletivas “Internacionalização”.

Consulte o estudo de mercado e procura internacional

A rubrica “O Norte Somos nós” do Porto Canal emitiu um episódio dedicado ao projeto North Ocean. Assista ao episódio aqui.

O projeto OnBoard – Desenvolvimento de perfis profissionais de currículos de formação para o setor de portos e logística tem como objetivo desenhar, implementar e validar um modelo de aprendizagem para o setor dos portos e logística, complementar a novos perfis e currículos de formação profissional, promovendo uma nova abordagem e cooperação efetiva entre as entidades formadoras e as empresas do setor marítimo.

Com a duração de dois anos, o projeto é cofinanciado pelo programa Erasmus+. A coordenação é da responsabilidade da INOVA +, que tem como parceiros a Fórum Oceano, o ISCIA – Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração, a CIRA – Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, o MSE – Marine South East (UK) e o Halpin – Centre for Research and Innovation at the National Maritime College of Ireland (NMCI).

– Duração: 01-10-2017 – 30-09-2019

– EU Grant: 275.360€

Programme: Erasmus+
Key Action: Support for policy reform
Action Type: VET-Business Partnerships on Apprenticeships/Work-based learning

– Consulte o Website: onboard-project.eu

– Consulte a Brochura

– Veja o vídeo promocional

– Notas de imprensa:
Nota de Imprensa #1
Nota de Imprensa #2

– Newsletter:
Newsletter #1
Newsletter #2

– Notícias sobre o projeto:

  • Onboard: Questionário sobre formação no setor de Portos e Logística
  • Onboard: Focus Group debate a oferta formativa, as necessidades e as tendências dos setores de portos e logística
  • EACEA reconhece Projeto Onboard como uma boa prática
A Fórum Oceano promoveu a criação do Grupo Dinamizador do Portugal Náutico, inicialmente com 14 entidades nacionais, desde empresas, associações, administração local e entidades do Turismo de Portugal, estando aberto à integração de outras entidades.

O objetivo deste Grupo Dinamizador é dar seguimento ao trabalho realizado no Projeto Portugal Náutico (*).


ENTIDADES ASSINANTES

Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar
AEP – Associação Empresarial de Portugal
ANC – Associação Nacional de Cruzeiros
APECATE – Associação Portuguesa das Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos
APPR – Associação Portuguesa de Portos de Recreio
Câmara Municipal de Peniche
Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro
Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra
Comunidade Intermunicipal do Alto Minho
Comunidade Intermunicipal do Oeste
DOCAPESCA – Portos e Lotas, S.A.
PLATAFORMA  MAR DO ALGARVE – Associação para a dinamização do conhecimento e da economia do Mar do Algarve (MARALGARVE)
Turismo de Portugal, I.P.
Turismo do Alentejo – ERT

ADESÕES POSTERIORES
APORVELA – Associação Portuguesa de Treino de VelCâmara Municipal de Cascais
Câmara Municipal de Ílhavo

Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Mértola
Câmara Municipal do Seixal
DGPM – Direção Geral de Política do Mar
Inclusive Sailing
INOVARIA
IPL – Instituto Politécnico de Leiria
SaeR – Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco
Sines Tecnopolo
Turismo Centro de Portugal
VdA – Vieira de Almeida Sociedade de Advogados

Este Grupo deverá, de acordo com as suas áreas de intervenção e competências, e tanto quanto possível no âmbito dos respetivos programas de atividade, criar condições favoráveis à realização dos projetos e ações identificados, mobilizar apoios, efetuar a promoção, acompanhamento e divulgação de resultados.

O plano geral de atuação passará por três eixos:

  • construção de uma marca náutica,
  • qualificação da oferta e
  • promoção internacional.

A Fórum Oceano, em linha com o estabelecido na sua missão, acolhe o funcionamento do Grupo Dinamizador do Portugal Náutico e assegura a respetiva animação, sendo responsável pela convocatória de reuniões, preparação de materiais de suporte ao seu funcionamento, apresentação de propostas e seguimento das decisões acordadas, além da disponibilização de informação sobre a evolução dos projetos e ações em curso.

O Grupo propõe-se a dinamizar a fileira do turismo náutico em Portugal. Neste contexto, avançou com um trabalho com vista ao desenvolvimento, promoção e certificação de Estações Náuticas em Portugal.

Saiba mais sobre a Rede das Estações Náuticas de Portugal.

Consulte a apresentação realizada na “Rota do Náutico”, promovida pela Fórum Oceano, no âmbito da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa de 2019 – Apresentação.

(*)  O PROJETO PORTUGAL NÁUTICO

O Projeto Portugal Náutico foi promovido pela AEP – Associação Empresarial de Portugal e financiado pelo Programa COMPETE, no âmbito do QREN. Decorreu entre janeiro de 2014 e junho de 2015 e a Fórum Oceano foi a entidade parceira na sua execução.

O Projeto procurou dar resposta à questão: o que fazer para dotar Portugal de uma estratégia coletiva que acelere a organização da fileira da náutica de recreio, capacitando‑a para competir no mercado global?

» Veja o vídeo sobre o projeto Portugal Náutico

» Consulte o relatório final do projeto

Cofinanciado pela EU FP7 Regions of Knowledge | janeiro de 2013 a dezembro de 2015

A Fórum Oceano foi uma das 15 entidades do Projeto REMCAP – Resource Efficient Maritime Capacity, sendo a única representante de Portugal neste grupo que envolveu instituições de seis países.

As entidades deste consórcio representam seis Clusters do Mar Europeus: Inglaterra – Solent Maritime Cluster, Suécia – Western Sweden Maritime Cluster, França – Pole Mer Mediterranee, Portugal – Fórum Oceano, Irlanda – Irish Maritime & Energy Research Cluster e Lituânia – Klaipeda Maritime Cluster.

O Projeto REMCAP focou-se no desenvolvimento de capacidades para promover a inovação junto das empresas europeias e permitir um crescimento sustentável dos mercados-alvo: energia eólica offshore, energia dos oceanos, pesca, aquicultura, biotecnologia azul, agregados e dragagem, e mineração dos fundos marinhos.

    » Saiba mais sobre o projeto e consulte os relatórios finais.

SE@PORTS – Sustainable Energy at Sea PORTS é um projeto que tem como objetivo desenvolver a implementação de conversores de energia das ondas nos Portos, nomeadamente nos seus molhes, contribuindo para o desenvolvimento da energia sustentável.
Cofinanciado pelo programa Oceanera-net, o projeto tem a duração de 24 meses.
Consórcio:

INEGI, PT
Universidade do Porto, PT
APDL – Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, PT
FÓRUM OCEANO, PT
IH CANTABRIA, ES
PLOCAN, Gran Canaria, ES
IMDC, BE

Duração: 16/01/2017 – 15/01/2019
Custos Totais: 825 407,21€
Financiamento: 553 579,77€

– Website: http://seaports.inegi.up.pt/

Cofinanciado pela EU, aprovado pela DG MOVE, vencedor da Call SUB/2012-548 | 2014 a 2015

O Projeto VASCO DA GAMA – Training for Greener and Safer Maritime Transport foi liderado pela Conferência das Regiões Periféricas Marítimas da Europa (CRPM), contou com o envolvimento de 22 entidades de 12 países europeus e o objetivo prosseguido foi o desenvolvimento de habilitações profissionais e, em particular, aperfeiçoamento de competências de pessoas empregadas no setor do transporte marítimo europeu, com vista a enfrentar os novos desafios específicos tais como a segurança marítima e a redução do impacto ambiental.

A Fórum Oceano participou no projeto através de representação assegurada pelo Associado ISCIA — Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração (Aveiro).

    » Saiba mais sobre o projeto, documentação e cursos realizados .

O projeto WAOH – The Wildsea Atlantic Ocean Heritage Route: A Dive Into Adventure visa desenvolver uma rota sustentável de mergulho na Europa, ligando locais de mergulho de classe mundial, desde o extremo sul de Portugal e Espanha até ao extremo norte da Europa, abrangendo a Irlanda e o Reino Unido, que incorporam valores e património europeus partilhados.

A rota vai promover os 5 mil km de costa da Europa Atlântica, como um destino turístico transnacional único não só para mergulhadores mas também para ecoturistas.

Cofinanciado pelo programa EMFF (European Maritime and Fisheries Fund), o WAOH envolve parceiros de Portugal, Espanha, Irlanda e Reino Unido e tem um prazo de execução de dois anos.

Objetivos:

  • Criar uma rota de 10 destinos de excelência na área do mergulho
  • Criar 2 novos produtos internacionais de ecoturismo
  • Desenvolver capacidades de organização e gestão dos produtos turísticos junto dos operadores envolvido
– Duração: 01/01/2018-31/12/2019
– Acrónimo: WAOH Route
– Call ID: EASME/EMFF/2016/1.2.1.12 – Nautical Routes for Europe
– Consórcio
Financiamento UE: 299.920,00€

Consulte o website: www.wildsea.eu/waoh-route

Referência ao Projeto WAOH no âmbito da apresentação das Estações Náuticas de Portugal
BTL, Lisboa| 1 de março de 2018

A Fórum Oceano destacou o projeto WAOH, do qual é parceira, no decorrer da sessão de lançamento do processo de certificação das Estações Náuticas de Portugal, que se realizou na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, no stand do Turismo de Portugal, no dia 1 de março de 2018. Além da referência à presença no Kick Off Meeting, foram também apresentados os principais objetivos do projeto.

Consulte a apresentação na íntegra

Notícias sobre o projeto: 

  • Fórum Oceano participa no Kick Off Meeting do projeto WAOH Route

A Fórum Oceano marca presença no Kick Off Meeting do projeto WAOH – The Wildsea Atlantic Ocean Heritage Route: A Dive Into Adventure, que decorre nos dias 22 e 23 de fevereiro, em La Toja, na Galiza.

  • Consórcio do projeto WAOH reúne em Brighton

A Fórum Oceano participou, nos dias 24 e 25 de maio, numa reunião promovida no âmbito do projeto WAOH – The Wildsea Atlantic Ocean Heritage Route: A Dive Into Adventure, em Brighton, Reino Unido.


  • WAOH! promove o primeiro workshop internacional de stakeholders durante o Business2Sea 2018

O consórcio do projeto WAOH! organizou o primeiro workshop internacional de stakeholders durante o Business2Sea, reunindo 30 representantes de entidades oficiais de turismo, municípios, centros de mergulho, operadores de ecoturismo marinho, agentes de viagens e ONGs, dos destinos que integram por agora esta Rota Europeia de Mergulho Sustentável.


Consulte aqui a Carta-Compromisso assinada pelos representantes dos destinos portugueses – Cascais, Sesimbra e Portimão – que integram a rota de mergulho europeia WAOH!
A assinatura do documento decorreu no âmbito do Primeiro Workshop Internacional de Stakeholders do projeto, realizado no Business2Sea 2018.

  • Projeto WAOH! Route apresentado na Rota do Náutico, uma iniciativa promovida pela Fórum Oceano, no âmbito da Bolsa de Turismo de Lisboa 2019

O projeto WAOH! na imprensa portuguesa: