Background Banner Image
Banner Image
Baseado em:
Blue Invest LogoDisclaimer:Toda a informação que se segue baseia-se no BlueInvest Investor Report, que conjuga dados de mercado com resultados de um inquérito aos investidores realizado pela BlueInvest. A BlueInvest é uma iniciativa da Comissão Europeia lançada em 2019 com o objetivo de acelerar novas tecnologias e soluções baseadas nos oceanos para desbloquear a inovação e as oportunidades de investimento na Economia Azul sustentável. É financiada pelo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA).

ENERGIAS RENOVÁVEIS AZUIS

Definição da fileira

A energia azul renovável é a criação offshore, inshore e nearshore de energia limpa e renovável a partir de fontes ou processos naturais que são reabastecidos naturalmente. Abrange a energia eólica offshore, produção fotovoltaica offshore e energia oceânica - geotérmicos e gradientes de salinidade para gerar energia limpa.

Todas estas fontes de energia têm potencial para se ligarem à rede (redes elétricas nacionais de distribuição em massa), serem utilizadas diretamente pelos consumidores finais (fora da rede) ou serem transformadas em combustível azul, como o hidrogénio, metanol ou amoníaco.

A nível mundial, as tecnologias disponíveis para a produção de energia marinha renovável encontram-se em diferentes fases de maturidade. Somente as tecnologias de fixação no fundo eólico offshore foram adotadas e comercialmente implantadas em larga escala; a maioria das restantes estão na fase inicial de desenvolvimento. O vento flutuante e a energia das marés e ondas já atingiram a maturidade tecnológica e estão em fase de demonstração. Como tal, a atividade I&D é muito importante ao longo de toda a cadeia de valor do sector energético azul renovável.

Estratégia DDC - Digitalizar, Descarbonizar, Circularizar

A energia azul renovável tem um enorme potencial para contribuir para a sustentabilidade, já que os processos de produção e distribuição implicam muito menos poluição do que a maioria das fontes de energia. Ao contrário dos combustíveis fósseis, que não só são sujos, mas também finitos, a energia renovável é quase infinita. Além disso, as energias renováveis offshore não são tão limitadas pelo espaço disponível (como em terra). Por conseguinte, as energias renováveis azuis oferecem uma solução para servir as necessidades mundiais de forma sustentável e potencialmente escalável.

Serviços Fórum Oceano para a fileira

Desenvolvimento do negócio e internacionalização: Serviços de market Intelligence; organização de missões empresariais e matchmaking; apoio a iniciativas de investimento; criação de programas de empreendedorismo ESG e de aceleração empresarial; apoio à internacionalização do negócio.

Aceleração empresarial, empreendedorismo, digitalização e inovação ESG: implementação de projetos europeus e extra-europeus focados em ecossistemas e redes de inovação; serviços de apoio à criação de modelos de negócio ESG; serviços de avaliação de impacto ESG de empresas e tecnologias; Apoio ao financiamento empresarial; Apoio ao acesso de infraestruturas de teste de tecnologias, produtos e serviços ESG.

Formação, educação e literacia: Criação de soluções de formação técnica e superior; Desenvolvimento de iniciativas de literacia azul ligada ao empreendedorismo jovem ESG e ao conhecimento das profissões da economia azul ESG.

Organização de eventos e de ações comunicação da economia azul ESG: Disseminar conhecimento e boas práticas, fomentar a colaboração entre stakeholders e destacar oportunidades emergentes na economia azul ESG.

Estudos estratégicos e política pública: Realização de estudos estratégicos para definição de estratégias municipais, regionais e nacionais de economia azul.

Cadeia de valor

Value Chain

Principais inovações e tecnologias

Inovação

Descrição

Proposta de valor

Componentes inteligentesParafusos, juntas e outros componentes capazes de sinalizar a sua auto-deterioração e integridade estrutural para um sistema de fácil monitorização.A utilização de componentes inteligentes reduz o risco de problemas em estruturas offshore, diminui a necessidade de monitorização constante e permite rápidas e localizadas intervenções no mar.
Linhas de ligação à rede melhoradasDesenvolvimento de cabos mais resilientes, duradouros e mais dinâmicos para lidar com tensões mais elevadas e perderem menos energia ao longo do caminho.Cabos melhorados permitem a construção de plataformas mais longe da costa e, no caso de cabos dinâmicos, assegurar que as plataformas eólicas flutuantes se possam adaptar ao movimento.
Plataformas eólicas flutuantes ligadas à redeInstalação de turbinas eólicas em subestruturas flutuantes que estão presa com linhas de amarração e âncoras. As plataformas flutuantes não requerem uma estrutura fixa ao leito oceânico e, por isso, podem ser construídas em águas mais profundas e mais longe da costa.Os parques eólicos flutuantes expandem a disponibilidade de produção de energia para outros lugares (particularmente países do sul da Europa), aumentam a produção (os ventos mais longe da costa são mais fortes) e reduzem a poluição na costa, assim como a poluição sonora e visual para as comunidades.
Melhoria da viabilidade de flutuação offshore fotovoltaicaEstruturas fotovoltaicas colocadas em jangadas ancoradas em águas abertas, com cabos submarinos para canalizar a energia de volta à terra.Esta configuração utiliza o espaço disponível no mar e permite a produção da energia solar em mar aberto (longe das barreiras ao sol, como edifícios).
Dispositivos flutuantes de maréDispositivos energéticos que podem ser colocados onde a energia das marés é mais elevada, produzindo energia através da subida e descida das marés.Estes dispositivos podem diminuir significativamente o custo nivelado da energia (LCOE) proveniente das marés, uma vez que as marés são mais fortes e produzem mais energia na superfície, apesar dos riscos mais elevados associados às ondas.
Novos designs e processos para sistemas de energia de ondasO desenvolvimento de novas soluções para produção de energia das ondas que sejam menos dispendiosas, mais robustas e duráveis, mas ainda assim leves e flexíveis, para que sejam capazes de lidar melhor com as condições adversas no mar e produzirem grandes quantidades de energia ao mesmo tempo.Os sistemas permitem quantidades mais elevadas de energia produzida a partir de ondas com um custo nivelado de energia significativamente mais baixo, tornando o processo de geração de energia rentável, o que torna a energia das ondas como uma alternativa viável a outras fontes de energia.
Sistema de energia osmóticosSistemas de energia que aproveitam a energia produzida pela diferença nas concentrações de sal na água dos rios e do mar. Os sistemas podem utilizar um dos seguintes métodos: eletrodiálise inversa e osmose retardada por pressão.Os sistemas de energia osmótica podem ser instalados na foz dos rios e gerar energia a partir da mistura natural de água salgada com água doce. Potencialmente, podem ser incorporados nos sistemas de dessalinização.
Sistemas offshore de energia geotérmicaSistemas que recolhem a energia contida no calor emanado do núcleo da Terra através dos ambientes marinhos.O calor da Terra é uma fonte de energia renovável constante que poderia fornecer energia 24 horas por dia, independentemente das condições climáticas.
Sistemas de geração de eletricidade híbridaInstalações que integram múltiplas fontes de energia dentro de um sistema elétrico offshore. Exemplos de combinações: ondas-solar ou ondas-vento.Os sistemas híbridos aumentam a previsibilidade e fiabilidade do fornecimento de energia, aumentam globalmente a produção de energia, maximizam a utilização do espaço e otimizam o investimento (por exemplo, utilizando cabos e infraestruturas comuns).
Tecnologias multifuncionaisSistemas com múltiplos fins industriais, um dos quais é a produção de energia. Exploram sinergias entre as indústrias/propósitos para aumentar a eficiência (por exemplo, a utilização de um sistema de energia de gradiente geotérmico em sectores como a dessalinização, aquacultura, tratamento de águas, etc.).As tecnologias polivalentes permitem economizar o espetro, otimizar o investimento (por exemplo, utilizando infraestruturas comuns) e aumentar a eficiência dos sectores da Economia Azul.
Digitalização de manutençãoInstalação e utilização de (1) interfaces digitais comuns entre sistemas de controlo, (2) sensores ligados a medir as forças fornecidas pelas estruturas da planta, (3) digital twins para monitorizar mudanças de cargas nas estruturas em real tempo, e (4) câmaras ou drones para obter informações sobre intervenções e/ou recursos necessários.Todas estas tecnologias permitem intervenções de manutenção, mais curtas, com menos frequência e menos intensivas, o que reduz os custos e os riscos dos sistemas produtores de energia no mar.
Hidrogénio de energias renováveisUm eletrolisador é instalado em turbinas eólicas offshore ou noutros sistemas offshore para extrair hidrogénio da água. O hidrogénio é então transportado para a costa através de um pipeline dedicado.O hidrogénio produzido a partir de fontes renováveis pode ser armazenado em baterias transportáveis que podem ser utilizadas numa altura conveniente para o utilizador, ao passo que a energia na rede deve ser utilizada imediatamente ou então perde-se. Além disso, as baterias de hidrogénio facilitam a produção de energia mais longe da costa onde a ligação à rede pode ser inviável.
Background Associates Image

Associados Fórum Oceano - Fileira Energias Renováveis Azuis

Associate Logo 12

Dados de Mercado das Energias Renováveis Azuis

Blue Economy Barometer

Plataforma digital que consolida dados de diferentes subsectores da indústria da Economia Azul e compara vários indicadores de diferentes países.

Hub Azul Dealroom

A plataforma digital para a internacionalização global da Economia Azul em Portugal, dinamizada pelo Fórum Oceano, para um ecossistema global que liga inovadores azuis a investidores.

Euronext Lisbon

A Euronext Lisbon é uma bolsa de valores situada em Lisboa. Faz parte da bolsa pan-europeia Euronext. O índice mais famoso é o PSI-20.

Blue Invest

Iniciativa da Comissão Europeia com o objetivo de acelerar novas tecnologias e soluções baseadas nos oceanos para desbloquear a inovação e as oportunidades de investimento na Economia Azul sustentável.

Footer Background Image

O Fórum Oceano é a entidade gestora do Cluster do Mar Português, certificada e reconhecida pelo Ministério da Economia e do Mar, Ministério da Defesa Nacional e pelo Ministério do Planeamento e das Infraestruturas.


Sede
UPTEC Mar, sala C2, Av. da Liberdade S/N 4450-718 Leça da Palmeira – Portugal
+351 220 120 764
Delegação
Rua das Trinas, nº. 49 – Sala 206
1249-093 Lisboa – Portugal


© 2024 Fórum Oceano. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Yacooba Labs